RSS

Adeus sedentarismo

Na consulta que tive com meu cirurgião no mês passado, perguntei para ele sobre a liberação para realizar atividades físicas, pois lembrava de consultas anteriores e reuniões passadas onde foi falado algo do tipo que a partir de três meses de cirurgia as atividades físicas estariam liberadas.

Quando perguntei e ele me disse que eu estava liberado, enfatizei a pergunta, inquirindo se estava liberado para realizar corridas, fazer musculação, jogar futebol, treinar rugby, etc, e tudo ele me disse que eu estava liberado! Fiquei muito feliz, pois realmente estava esperando poder já começar minhas atividades físicas o quanto antes, pois não quero fazer nenhuma cirurgia reparadora (sim, o tecido que começa a sobrar passa a ficar pendurado, flácido, se não fizermos alguma coisa), mas também para melhorar a queima calórica e ajudar (ou seria acelerar) o emagrecimento com saúde.

Comecei então com minhas caminhadas. Apesar de que o eu gosto mesmo é de correr, como não conseguiria correr agora, comecei caminhando. Fui lentamente, com coisas como 40 minutos em alguns dias, 45 em outros, chegando a 1 hora de caminhada ou mais em outros momentos. A aproximadamente duas semanas comecei a intercalar corridas leves, quase um trote suave, com as caminhadas, e nesse ritmo eu vinha conseguindo fazer 5km em aproximadamente 42 minutos. O alvo de 5km era por causa da corrida de ontem, dia 09/12/2012, o Circuito das Estações da Adidas, onde minha meta era conseguir fazer os 5km do percurso abaixo dos 40 minutos… E foi um sucesso, pois consegui fazer o percurso dos 5km (segundo o miCoach) em aproximadamente 37 minutos!

Corrida de 09/12/2012

Corrida de 09/12/2012

A meta agora é conseguir fazer esses mesmos 5km abaixo dos 30 minutos, o que acredito que possa conseguir fazer em dois ou três meses se eu conseguir manter o ritmo de treinos, atualmente em uma média de 5 vezes por semana.

Além da corrida, voltei a jogar futebol com o pessoal do trabalho uma vez por semana. Antes ficava morto de cansado em uma hora de futebol. Agora termino essa uma hora de jogo com gás pra jogar mais tempo ainda (exceto semana passada, que estava tão quente que jogamos 45 minutos e ninguém mais aguentava ficar em pé), mas como jogamos na hora do almoço não temos como ficar jogando mais tempo. Acho que quando estiver  pronto para fazer os 5km de corrida em menos de 30 minutos já conseguirei jogar pelo dobro do tempo também.

Comecei também com o Rugby. Bah, é muito bom! Por enquanto participei de apenas um treinamento, com foco no preparo físico. Fiquei bem cansado ao final, mas valeu cada segundo, me deixando tri afim de participar dos próximos treinos. Já ocorreram alguns treinos depois deste que participei, entretanto ainda não deu para conciliar as minhas demais atividades para poder participar dos treinos com a frequência que desejo, mas acredito que em breve poderei estar com maior assiduidade nestes treinos também, melhorando o meu condicionamento físico e aprendendo a praticar o esporte também.

A única atividade que queria já ter começado mas ainda não deu foi a musculação. Acho que essa semana ou na próxima devo conseguir, de modo que assim que tiver novidades sobre minha atividade preferida eu dou maiores informações aqui :)

Passei então de um cara com quase 160kg e sedentário para um cara com quase 120kg e praticante de atividades físicas, isso em 3 meses, e com 4 meses já participei da minha primeira corrida, batendo metas que eu achava impossíveis (ou ao menos inviáveis) a 4 meses atrás.

Circuito das Estações de Verão

Circuito das Estações de Verão

É como diz o título do post, adeus sedentarismo! :D

 
 

Progredindo ao terceiro mês

Então, resumidamente, passaram-se três meses da cirurgia, a recuperação já está 100%, tal como a almentação e a perda de peso.

Com um pouco mais de detalhes, semana passada, quinta-feira, dia 08/11, fecharam três meses que fiz a cirurgia. Entre o segundo e o terceiro mês atingi uma meta pessoal intermediária (considerando minha meta total de emagrecimento, que é baixar 70Kg): consegui baixar dos 130Kg! Para mim isto foi um marco, uma vez que não recordo a última vez que pesei menos de 130Kg. E a “pesagem oficial” (até parece lutador de MMA :)), no dia exato que completei os três meses, bateu em 124,9Kg!

No gráfico abaixo dá pra termos uma visão de como está o progresso da redução de peso, acompanhado semanalmente desde a cirurgia. A linha azul mostra a pesagem semanal, a linha vermelha mostra uma tendência linear de perda de peso (o que sabemos que não é verdade, mas pelo menos serve como uma base de comparação), e a linha verde mostra uma tendência exponencial (o que é o mais perto da “realidade”, uma vez que considera um início rápido e um final lento). De qualquer forma, se as tendências estiverem certas, entre março e maio do ano que vem devo atingir minha meta final, dos 70Kg… Então as tendências devem estar erradas, pois eu acho que via demorar mais que isso, até porque aqui temos apenas um ano de cirurgia, e a meta está setada para baixar todo esse peso em dois anos. :)

Progresso do emagrecimento

Progresso do emagrecimento

No total já baixei 33,4Kg, sendo que esta perda de peso representa 47,71% de todo o peso que quero perder (70Kg) até 08/08/2014, quando completo dois anos de cirurgia. Sei que no início a perda de peso é muito rápida, e que depois fica lenta, talvez até estabilizada (e por que não dizer que talvez até recuperando algumas gramas, mesmo que involuntariamente?), entretanto chegar em três meses em quase a metade de tudo que desejo emagrecer em dois anos, na minha opinião é uma BAITA resultado! Enfim, estou muito satisfeito com o resultado e feliz por estar conseguindo alcançá-lo.

Saco de arroz de 5Kg

Imagina 7 sacos desses… pois é, já emagreci quase isso :)

Fechados então estes três primeiros meses, tive uma consulta com o cirurgião. Ele comentou positivamente sobre o meu progresso na redução de peso e de medidas, solicitou uma bateria de exames (os quais vou levar para ele na próxima consulta, em janeiro de 2013), e confirmou o que eu mais estava esperando: me liberou para fazer atividades físicas! :) De imediato recomecei minhas caminhadas, com meu parceiro de workout que é o RunKeeper. Já havia utilizado ele em outra ocasião, e agora sim, voltei com tudo e ele me ajuda a atingir minhas metas de caminhada, pois me ajuda a identificar a velocidade em que estou caminhando, a distância percorrida, quanto tempo já passou, etc. E como toda essa informação é auditiva, não preciso parar o exercício para saber como estou indo. Como exemplo, fiz três caminhadas depois que fui liberado para realizar atividades físicas, a primeira de um pouquinho mais de 5Km (começando devagar, afinal era a primeira caminhada em muito tempo), a segunda de 6,15Km (aumentando a pegada), e a terceira bem mais curta, apenas 4,77Km, mas já adicionando uma bela de uma subida no trajeto. E com a dupla RunKeeper + Google Maps (onde traço previamento a rota que vou fazer), já tenho programado o próximo desafio, que são quase 7Km, com duas subidas.

Observação: Estou falando bem do RunKeeper, mas estou pensando em pegar outros programas e compará-los com o RunKeeper, para ver qual acho melhor e, talvez, trocar de programa helper de treino. Ainda nem levantei as possibilidades, mas sei que a Nike e a Adidas tem esses helpers, e existem uma série de outros programas. Vou testar um por um, pelo menos dos mais famosos, e quando decidir em definitivo por um, escrevo um post com meus comentários sobre os aplicativos.

Gosto de caminhar, mas prefiro correr. Entretanto ainda não estou com essa bola toda para já sair fazendo corridas, então meu plano é caminhar por mais ou menos um mês, e se tudo estiver indo bem, pela segunda quinzena de dezembro começar com as corridas.

Ah, e retornei ao futebol também, coisa que tive que parar desde antes da cirurgia pois havia rompido os ligamentos de um dos dedos (sou goleiro e tive um “acidente de trabalho” em um jogo :)). Agora os próximos passos são, não necessariamente nesta ordem, caminhar, correr, andar de bicicleta (a magrela foi pouco utilizada e agora tá parada, só me esperando), jogar futebol, e por fim jogar rugby com o pessoal do trabalho, que tem treinado todas as semanas.

Um dos resultados disso tudo foi quando um dia de manhã, após o banho, me olhei no espelho e instintivamente falei “Bem vindo de volta pescoço! A quanto tempo não lhe via!” e caí na gargalhada comigo mesmo, afinal era um bloco única dos ombros até a cabeça, e agora o pescoço já esta aparecendo :)

Tudo, a cada dia, ficando cada vez melhor!

 
Deixe um comentário

Publicado por em novembro 17, 2012 em Alimentação, Exercícios, Recuperação

 

Segundo mês

Fiquei este período de aproximadamente um mês sem escrever pois não houve grandes mudanças na rotina, de modo que seria apenas um relato de peso baixando, algumas vezes ficando com a comida entalada, dumping, etc… Enfim, nada de novo entre o primeiro e o segundo mês de cirurgia :)

Pois bem, a dois dias atrás completei então dois meses de cirurgia. E no período houve uma mudança “intermediária” e agora houve uma considerável mudança no que diz respeito a alimentação.

O que chamo de mudança intermediária foi a liberação de alguns alimentos (como passar a ingerir pão francês), ou a consistência de outros (como não precisar mais comer carne moída ou frango desfiado, mas já poder comer um pedaço “inteiro” de carne, apesar de que pequeno).

A alimentação continua de certa forma controlada (mesmo porque eu não tenho planos de abusar da comida novamente, além do que não cabe mais do que aquilo orientado pela nutricionista), porém agora a mudança considerável a qual me refiro é que já estou liberado para ingerir praticamente tudo. As duas únicas coisas que ainda não posso ingerir é gás (isto será liberado quando completar três meses de cirurgia, em novembro) e álcool (que será liberado com seis meses de cirurgia, lá em fevereiro de 2013).

Então com a alimentação tendo sido alterada no período até pensei que a perda de peso pudesse ser comprometida, mas percebi que seguindo a risca as instruções da equipe médica isso não aconteceu, mas consegui continuar baixando de peso. Do último post para cá, ou seja, aproximadamente no período que compreende o último mês, baixei mais 6 quilos, totalizando agora uma perda de 27,5Kg, o que representa quase 40% de todo o peso que pretendo perder no decorrer dos dois anos que tenho como meta para chegar ao meu peso ideal.

Não estão previstas nem programadas para que durante este mês venham a ocorrer novas mudanças significativas no meu dia-a-dia, na minha alimentação, nem no processo pós-operatório. Desta forma não espero ter grandes novidades neste período (exceto um marco pessoal, de baixar dos 130Kg, o que deve ocorrer na próxima semana ou na outra) e, sendo assim, o novo post deve vir por volta de quando eu completar os três meses de cirurgia, lá pelo dia 09/11/2012.

 
 

A primeira semana de sólidos

Esta foi a primeira semana de alimentação sólida. E não sei se foi por causa disso ou não, não sei se tem alguma ligação com essa mudança de forma dos alimentos ingeridos ou não, mas foi também quando tive meu primeiro episódio de dumping. Muito ruim a sensação… comi umas três colheradas da comida no almoço (um pouco de alimento cremoso da terceira fase da recuperação) misturado com carne guisada e me senti como se tivesse comido um naco gigante de carne, me entupindo desde o esôfago até o estômago, dando uma sensação muito ruim. Passados uns instantes depois que essa sensação ruim começou comecei a salivar em uma quantidade absurda, e enquanto a sensação só ia piorando, não tinha muita ideia do que fazer, pois temia que pudesse sufocar. A solução? Forçar o vômito… depois de ter forçado praticamente nenhuma comida saiu, porém percebi que arrotei bastante no evento, e acho que o que estava me dando a sensação ruim era muito acúmulo de gás no meu novo estômago.

Afora isso, uma semana tranquila, variando bastante os alimentos ingeridos, e apesar do meu temor de que eu não fosse emagrecer quase nada nessa semana (ou até mesmo ganhar algum peso) em decorrência de estar “comendo de verdade agora”, ocorreu o oposto, onde conseguir baixar um peso considerável, baixando mais 2,6Kg, totalizando uma perda até agora de 21,5Kg, e isso tendo passado apenas um mês e uma semana desde o dia que fiz a cirurgia. :)

E aqui está a foto comparando o antes e o depois, conforme havia me programado para postar semana passada (mas não deu) e acabou ficando para essa semana. Na montagem abaixo apareço em um foto batida na manhã do dia que fiz a cirurgia (09/08), e a outra batida hoje (16/09), comparando como estou com 21,5Kg a menos depois desse um mês e uma semana de cirurgia:

Rosto: Antes e Depois

Rosto: Antes e Depois

 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 17, 2012 em Alimentação, Parte médica, Problemas

 

Sobre a foto (ou sobre a falta dela)

Eu havia ficado de postar uma foto, comparando o quanto emagreci durante esse mês, mas essa semana (ou melhor, esse final de semana) foi tão corrido, que acabei não batendo essa foto para fazer tal compração, e consequentemente não postarei essa compração conforme planejado.

Os planos agora são para que na semana que vem eu bata essa foto, faça essa comparação, e publique a diferença de aproximadamente um mês de cirurgia, e daí vou tentando manter esta comparação mensal.

Estou com três ideias sobre a comparação. Uma é simplesmente comparar com o mês anterior. A outra é comparar o mês em questão com a foto antes da cirurgia. E a terceira alternativa, que acho que vai ser a que vou fazer, é ir mantendo uma espécie de histórico de comparação, sempre adicionando a última foto no conjunto de fotos já batidas, para ter o histórico da evolução, onde sempre poderei comparar com o mês anterior e com o estágio inicial, pré-cirúrgico.

Então ficamos assim, esse fim de semana, quando era o planejado de bater a foto não deu, então fico na expectativa de fazer essa postagem comparativa na semana que vem, tomara que já com uns 500g a menos :) Pode parecer pouco, mas se nos próximos 23 meses eu baixar 500g por mês (mesmo sabendo que não é linear a perda de peso), em dois anos (que é minha meta de perda de peso mais agressiva) terei baixado um total aproximado de 70 quilos, que é o meu objetivo final :)

 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 10, 2012 em Geral, Pós-operatório

 

Normalizando a alimentação

Na consulta que tive com a nutricionista ao fim da fase de recuperação, ela já me passou a dieta que seria a minha base para os próximos dois meses (ou seja, até o fim do meu terceiro mês de cirurgia).

E, ao contrário do que eu pensava que fosse o que ela iria me liberar, a nutricionista me liberou para uma dieta muito rica, tanto em quantidade (eu achava que ela me liberaria bem menos comida), quanto em qualidade (onde eu também achava que seria bem diferente, pensando que ela me liberaria bem poucos alimentos neste novo momento da minha vida).

Não pense que ela me liberou para comer uma infinidade de quantidade de comida. NÃO! Mas ainda assim ela acabou me liberando bem mais do que a quantidade que eu achava que teria direito. E não só isso, pois ela também me liberou para comer virtualmente tudo!!!

SIM QUASE TUDO!

Existem algumas pequenas restrições, que não são nada perto das restrições pelas quais tive que passar nesse primeiro mês. Pensando não no que eu posso, mas pensando no que eu NÃO posso, a dieta fica bem simples. Continuo com as quantidades e alguns tipos e qualidades de alimentos que devem ser ingeridos em determinados momentos, mas no geral, e em especial no almoço e janta, os tipos de comida disponíveis são imensos!

Por exemplo, não posso comer pimenta, mas apenas por ela ser vaso-dilatadora, o que pode me causar sérios problemas em decorrência de minha cirurgia ainda estar muito recente, e o processo de cicatrização não estar nem perto de estar concluído ainda. Carnes, de uma forma geral, também estão liberadas, mas por enquanto apenas carne guisada e frango desfiado, porém em aproximadamente já estou liberado para um churrasco, por exemplo!

SIM! Infinitamente melhor do que o que eu achava que seria…

Entretanto, hoje (ou melhor, ontem, pois foi no domingo) tive o primeiro probleminha em relação a comida. Devo ter comido acho que umas três colheradas de aipim cozido com frango desfiado, cozido no molho de tomate. Foi a mesma comida de sábado pela noite, que desceu muito bem, mas no almoço de domingo não foi assim, e ficou como que empedrado no meu estômago… CARAMBA, QUE SENSAÇÃO RUIM! Então tomei um bom gole de água, para tentar destrancar o que parecia que estava entupindo meu esôfago, e o resultado foi que esse gole de água me deu uma ânsia de vômito tão grande que realmente achei que eu fosse colocar para fora “tudo” que eu tinha comido.

No fim a sensação ruim passou, e consegui passar o dia muito bem, na companhia da família e de amigos muito queridos, onde aproveitamos inclusive para matar o tempo com um joguinho de cartas, onde demos boas gargalhadas e nem vimos o tempo passar :)

Ah, e no domingo também comecei com a vitamina, tomando agora, além do omeprazol em jejum todos os dias, um comprimido de Centrum uma vez por dia (o qual pretendo também tomar pela manhã, para ter o incremento de vitaminas durante o dia). Apenas um detalhe: CARACA, QUE COMPRIMIDO GRANDE! Para o tamanho do meu estômago, tomar esse comprimido é quase uma refeição, de tão grande que é :)

Então sigo agora com essa nova alimentação por dois meses, quando então terei outra consulta com a nutricionista, e será também o momento onde iniciarei (se depender apenas de mim) a academia, voltarei ao futebol, e começarei o judô! Geração saúde ao extremo, afinal preciso emagrecer com saúde, e não quero fazer cirurgia plástica para tirar pelanca, ela que saia com exercícios :)

 
 

Terceira fase da recuperação (segunda semana)

Então passou-se a segunda semana da terceira fase de recuperação, e tudo correu bem, com a alimentação pastosa indo bem, sem sobressaltos, sem preocupações nem nada, apenas tentando fazer meu melhor para poder chegar ao fim da semana com alguma perda de peso e, consequentemente, uma melhor qualidade de vida.

Como sexta foi feriado (7 de Setembro), na quinta-feira dessa semana então tive minha consulta com a nutricionista, meu retorno para falar com ela no pós-cirúrgico, para que ela me avaliasse e, segundo minhas expectativas, já fizesse alguma alteração na minha dieta (achava que ela me liberaria alguma comida “basiquinha”, como batata ou arroz…)

Fui então na consulta na quinta, e ela me explicou que no primeiro mês de cirurgia é esperado que o paciente perca entre 8% e 10% do seu peso, o que no meu caso seria uma perda entre 12,664Kg e 15,830Kg. Ela me falou que ficou muito feliz com o meu resultado, pois minha perda representava quase 12% do meu peso, no total de 18,900Kg perdidos nesse primeiro mês!

Na figura abaixo pode-se ver como foi o progresso dessa redução de peso nesse primeiro mês (coloquei a data de pesagem como sendo na sexta, mas só para deixar o gráfico mais fácil de fazer, afinal é apenas um dia de diferença :))

Gráfico mês 01

Gráfico de perda de peso do mês 01

Talvez fique um pouco difícil de ler os números do peso, então para esclarecer, meu peso atual é 139,400Kg. Fiquei muito feliz, pois consegui nesse primeiro mês já baixar da casa de 150 (quase 160) para a casa de 130 (tudo bem, quase 140 :)).

Sei que agora a perda de peso vai ficar cada vez mais lenta, então minha meta para esse segundo mês que se inicia é que eu consiga baixar entre 5 e 10 quilos, ou seja, se por volta do 09/10 eu estiver entre 129 e 134, já vou ficar muito contente, e qualquer grama que conseguir baixar além disso, já vai ser um baita bônus considerando minha meta final de 70 quilos em dois anos :)

 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 10, 2012 em Pós-operatório, Recuperação

 
 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 492 outros seguidores